O ano que passou

Para mim, assim como para muitas da minhas, o ano de 2015 foi o ano das mulheres.

Foi o humor da Amy Schumer e sua inedequação aos padrões de beleza tradicionais;

by Annie Leibovitz

by Annie Leibovitz

A leveza e generosidade da Ellen Degeneres

O empoderamento de mulheres como MC Carol, negra, gorda e moradora de comunidade

O sarcasmo da Tina Fey e da Amy Pohler

A heroína do novo Star Wars ser uma mulher

via http://casadocastor.tumblr.com/post/136140096453

via http://casadocastor.tumblr.com/post/136140096453

A arte que questiona padrões de beleza como da Rupi Kaur

Foram as minhas amigas maravilhosas, empreendedoras, empresárias, blogueiras, professoras, ativistas sociais e mães sendo quem elas são e me inspirando a cada dia a ser uma pessoa e mulher melhor.

Foi ver a obra da The Dinner Party criada por Judy Chicago nos anos 70, que celebra mulheres importantes e anônimas da nossa história, e lembrar que essa é uma luta por direitos que não começou esse ano, mas que eu espero que acabe muito em breve.

The Dinner Party por Judy Chicago