Amor na prateleira - Nova Iorque

Para mim já virou uma pequena tradição do blog registrar em viagens por aí registros de amor à venda. Mas isso acaba extrapolando, como no caso de Nova Iorque, para registros de amor não só nas prateleiras mas nas paredes das ruas.

Passei alguns dias na Big Apple mas mal entrei em lojas. Em Brooklyn entrei em algumas e fiz questão em passar na loja temporária da Tattly, de tatuagens ~também~ temporárias, que eu adoro e sou fã desde que eles começaram. Abaixo estão algumas das tatuagens deles que falam de amor. Eu comprei o coração anatômico? Óbveo que sim.

Entrei também numa loja que só vendia coisas feitas em Brooklyn, a Made in Brooklyn. Confesso que conheço pouco de NY e uma das coisas que aprendi nesses dias por lá foi o sentimento bairrista do Brooklyn, que eu adorei.

Mas espontâneo mesmo é a manifestação de amor nas ruas. Seja o Einstein falando, seja um amor declarado aos bichinhos, ou uma representação abstrata de seres humanos e seus corações (viajei?).

Love is the answer, no matter the question.

Love is the answer, no matter the question.